quarta-feira, janeiro 03, 2007

Faz do jeitinho que ela gosta

A dança é feia. Os corpos se movem como se estivessem numa dança bizarra do acasalamento dos primórdios dos seres vivos. Aquela rebolada, como se fosse colocar os ossos do quadril pra fora, me faz pensar que quem é adepto daquela coisa quer bater algum tipo de recorde no Guiness Book de "exdruxuliaâ" (no pior sentido da palavra). A dança parece ter a finalidade de atrair o sexo oposto da forma mais vulgar e obscena que já pude ver na minha vida. O giro de 180º das ancas é acompanhado por uma cara de sedução medíocre que expressa: “vem me comaâ€� (para as mulheres) e “quero te comerâ€� (para os homens).

A letra é feia. O que pensar de pessoas que cantam : “vai gostosa, lapada na rachada�? Que não tem nada na cabeça, não é mesmo? Como reproduzir tanta sacanagem? Já ouvi muitas músicas que falam de sexo, mas a maioria ironizando, criticando com sarcasmo a banalização do sexo. Mas o arrocha faz um tributo à banalização do sexo!

“...convidei logo pra gente se encontrar no motelpra minha surpresa ela topou na horano motel e na hora marcada chegamos lá entramosfomos direto pro quarto agora se liga no que aconteceuu:dei logo duas arrochadas pra ficar molhadadois tapinhas na bundinha pra tirar calcinhadepois que o coro comeu ligava todo dia�.

ou

“Vai, dá tapinha na bundinha. Vai, que eu sou sua cachorrinha. Vai, fico muito assanhada, seu eu pedir você me dá lapada na rachada�.

O ritmo é feio. Li algo que falava que o arrocha é uma mistura do brega, seresta e música romântica com uma “roupagem mais moderna�. Mas o que eu escuto é um mesmo som de teclado para todas as músicas, todas são iguais. Aquela coisa chata de quem não sabe tocar nada e coloca o som do teclado do “automático�, com uma voz mais chata ainda que repete mil vezes a mesma pornografia aos berros. E as versões?

O triste é saber que o arrocha realmente nasceu na Bahia, segundo o Wikipédia, na cidade de Candeias. A pior desgraça musical que já presenciei vem de um Estado que aprendi a amar também pela diversidade de talentos. Li também algo como: “o arrocha é um movimento social de classes inferiores�. Isso precisa de um estudo antropológico. Pobreza não pode ser sinônimo de mau- gosto e perversão sexual extrapolada coletiva. Preciso descobrir de onde vem essa necessidade de se manifestar tão deplorável. È falta de educação? Não pode ser: tem gente bem informada dançando arrocha. É falta de cultura? O que é cultura, falta de que cultura? É falta de paixão pela música ou amor aos ouvidos? Pode ser.
Mas não me venham dizer que é uma questão de gosto. Não há justificativa para a ignorância e burrice de ser ouvir arrocha!

6 comentários:

Finder disse...

"Burrice deveria doer."
Essa frase é minha; eu sei que é polêmica, mas eu gosto dela. Eu sempre considerei arrocha uma coisa hedionda, bizarra e inexplicável, não dá nem pra classificar como gênero musical ou dança. E, pra mim, quem gosta de arrocha é burro. Se burrice dói, então a pessoa que ouve e/ou dança arrocha deveria sentir dores horríveis enquanto demonstra pros outros, "veja, eu sou imbecil!!"
Observação: li num livro de medicina que "imbecil", na classificação do nível de demência de uma pessoa, fica abaixo de "idiota". :o)
Ontem fui ver o Vídeo Show, e mostraram alguns vídeos dos eliminados na peneira do BBB7. Um dos candidatos, cujo nome (bizarro) eu esqueci, se exibia como um cara "gato, adorado pelas gatinhas", e... exímio dançarino de arrocha. Daqui a pouco esse vídeo aparece no youtube; e se aparecer, vai ser só mais um imbecil exibindo sua mediocridade na internet.
Acho que fui um pouco agressivo nesse comentário, mas arrocha me deixa exasperado... hahahaha

Mi do Carmo disse...

Eu vi o vídeo tb!!! feio demais! Não foi agressivo. E eu esqueci de contar que naum sei ainda como consegui ficar numa barraca de praia em Ilhéus que só tocava arrocha. O garçom ainda teve a cara de pau de cobrar couver por eu ter ouvido um moleque com o cabelo loiro pintado cantando aquilo. Agora pensa como fui agressiva com o garçom? Foi pior que seu comentário João..rs

Bjo e obrigada pelo coments!

Talita disse...

Pior é que a coisa tá tão grave que às vezes vc não tem opção! Nosso reveillon que o diga hein Mi?

Talita disse...

�s vezes eu caio na resenha e arrisco uns passos de arrocha(mas com músicas de outros gêneros). Por ser bailarina me sinto no dever de saber pelo menos um pouco de cada estilo, mas confesso que de tão bizarro e sem noção... Demorei quase um ano pra conseguir fazer aquele "E" imaginário ( é assim que os mestres do arrocha tentam explicar aquele movimento horrendo), acho que algo no meu cérebro, meus princípios e moral me impediam de executar tal manobra! rsrs
Para aqueles que realmente fazem do arrocha uma relaidade, o estilo d emúsica que mais gostam, ou apenas uma mera distração...SÓ LAMENTO!!

Tulio disse...

não acho isso, nem aquilo... deixa para qem gosta. eu entendo que as vezes sentimos a vontade de comentar, mas quando uma coisa é questão de gosto, tudo se torna mais complicado.
lapada na rachada é forró, não? esses sim de um tempo para cá tem baixado o nivel em termos de letra. Claro que tem uns arrochas com letras ridiculas, mas eu tb penso nele como uma seresta mais cançante. :P

Anônimo disse...

explained almost all people pay off their own lending products in a timely manner as well as without having effects
A respected consumer debt nonprofit charities needs the number of persons checking out him or her just for aid in excess of payday loans money owed for you to twin this unique. credit debt charitable affirms available have used that temporarily, great interest borrowing products the year of 2010. Any charitable organisation tells a couple of years before the sheer number of clients with them is minor.
pożyczka bez bik
kredyty na dowód warszawa
kredyt na dowód pko bp
kredyt na dowód bez zaświadczeń eurobank
kliknij w kolejną stronę internetową

http://szybkapozyczka24.info.pl
http://pozyczkanadowod24.com.pl
http://kredytybezbiku.biz.pl