quinta-feira, fevereiro 08, 2007

Do jeito que ele é




Não me venha com o sermão
de que eu sou inconsequente
Não venha me dizer
que não sei medir o que o coração sente
Faço tudo mesmo por amor
E só por amor
E a Rita faz uma completa tradução dele também:
"O meu coração cafona
quando se apaixona
fica tão clichê"
Baba
Chora
Gosta do tempo quando se está longe
e pára os ponteiros quando se está perto
Faz cena, faz bico e morre quando sai pela porta
e o outro olhar fala "até amanhã, até a noite, até daqui a dois minutos"
Quando o "eu te amo" não é mais suficiente
Quer colar no outro corpo e grudar as duas peles
Pra dividir o mesmo coração
Ah, se o amor me deixasse em paz
Talvez eu viveria minha vida
Mas quem disse que eu quero?
Não quero.
Sou mais ser sufocada por abraços
do que o vazio da solidão
Minha liberdade é amar
Amar sem limites
Amar sem fim
Me deixe te amar do jeito que o amor é
Sem juízo.



Para Hélio.






5 comentários:

caique disse...

Muito bonito, seu blog. Gostei mesmo. Muito bem, vc disse q eu estou apaixonado. Não vale, pq eu já havia dito, q estava. Disse q eu sei ser "divertido qdo quero" , pressupõe-se que qdo nao o sou é pq nao desejo ser. Eu desejo sim, sempre ser divertido, mas pra isso ocorrer, eu deveria sempre estar apaixonado e o "caso" estar as "mil maravilhas" ou sempre estar meio bêbado. Como isso não vai ocorrer constantemente, sugiro aproveitarmos os momentos em que eu estou "divertido" seja lá o que isso seja. Mas enfim, pq eu to aqui escrevendo isso mesmo?

Sim. Eu tb sinto sua falta, ou como disse Lorrane uma ves pra mim, "eu sinto sua saudade".

Beijo, eu gosto de vc.

caique disse...

Antes que algum professor de gramática de plantão diga, eu escrevi ves com S, foi sem querer , eu sei q vess é com dois éssi...hehehe

Hélio disse...

Coisa Linda... essa menina inconsequente e sem juizo nem deve saber que ja li esse "pequeno" lindo texto mais de dez vezes. Sempre com uma sensação boa de felicidade e alegria e sem saber como agradecer à altura declaração tão gostosa.

So me resta beijar, abraçar, "grudar pele". Te amo, neguinha!

Hélio disse...

E Caique, vc é mais divertido sem estar bêbado.

Shirley de Queiroz disse...

Ah... O amor... É nessa hora que a gente vê que, sim, o amor é lindo!!