sexta-feira, março 16, 2007

Sky High Tower*

As aventuras de se trabalhar com publicidade são ilimitadas.
Todo dia uma sensação diferente.
Esses dias, recebi uma ligação altas horas da noite com a petição de dar nomes à quatro edifícios que serão construídos na cidade. Em 15 minutos. Tinha que ter a ver com a cultura da cidade, ou política e economia. Ou não, seria em inglês, algo com "sky ou sei lá" segundo sugestões, para ficar mais "refinado". Nome de tribo já está manjado demais, pensei.
O que parecia fácil, era na verdade muito penoso, embora divertido ao mesmo tempo.
Depois de pensar em todos os quartetos possíveis, uns nomes sensatos e outros por diversão, fui recorrer ao pronto-socorro da criatividade: o google.
Nos primeiros resultados da pesquisa, achei um site com um artigo que discorria sobre as tendências de dar nomes ao prédios. Um fato que talvez nunca me atentaria, essa arte de intitular edifícios ser direcionada pelo "clima" cultural, político e econômico do país.
Depois pareceu óbvio, uma vez que para todas as coisas é desse mesmo jeito, e é isso que caracteriza uma época. Como a arquitetura. Facilmente identificamos casas e prédios dos anos 60, 70, 80... Mas nunca iria notar sozinha, por exemplo, que nos anos 70, os nomes dos prédios, em sua maioria, eram nomes indígenas, seguindo a inclinação da auto-valorização e afirmação da cultura brasileira, especialmente na música, com a Tropicália.

Enfim, quem se interessar em ter um acréscimo no que se pode chamar de "cultura inútil" para alguns, o link é:
www.vitruvius.com.br/arquitextos/atq000/esp286.asp

* título vencedor das resenhas. :-)

Um comentário:

kaká disse...

Haja criatividade... Seu blog está lindo, adorei os filmes, os posts, tudinho... Voltarei mamis vezes e, para não te perder, vou te linkar, ok?

Sucesso!