terça-feira, setembro 25, 2007

A gente não quer só comida, a gente quer orkut, google e msn.

O que eu gosto de fazer quando acordo cedo (quaaando) e dá tempo de fazer algo mais que tomar um banho de gato e colocar qualquer roupa é ligar a TV e conferir as notícias matinais ou ouvir aqueles programas super legais das primeiras horas do dia.
Na TVE Brasil tem o Mobilização Brasil, uma parceria com o Banco do Brasil. O programa conta exemplos no país inteiro de comunidades que se juntaram e conseguiram resolver problemas sociais através, claro, na maioria das vezes, de ações comunitárias do Banco.
O papo de hoje foi inclusão digital. O BB tem o Programa Estação Digital que pretende combater a exclusão social com a inclusão digital, com a implantação de estações com computadores com internet e aulas de informática. Um trabalho voltado para as cidades do interior e para periferia das grandes capitais.
Entre as histórias dos confins do Ceará e do Paraná e as entrevistas com uma coordenadora do Projeto e um responsável pela Fundação do Banco, eis que sai da boca desse último a frase mais óbvia e contraditoriamente chocante de toda minha manhã (!): “As pessoas de baixa renda têm que ter acesso à internet para facilitar a solução dos seus problemas”.
Na minha cabeça ficou “internet... solução de problemas...internet...solução de problemas”.
Bom, a inclusão digital é de fato muito importante e quase uma necessidade vital, isso nem se discute. Até porque hoje para arrumar um emprego (que não seja braçal) tem que conhecer no mínimo o Word. Mas eu ainda fiquei pensando nos pobres resolvendo seus problemas através da internet, enfim...

Estava muito cedo para uma meditação tão profunda, para pensar na sociedade. E voltei “a solução dos problemas” para o meu umbigo, pensei em mim. A internet resolve boa parte dos meus problemas (e do seu também, provavelmente)!
Para comprar, para pesquisar sobre doenças, tendências da moda, correntes filosóficas, previsão do tempo, para comunicar, bater-papo, saber da vida dos outros, ver resultados de exames, significado das palavras, tradutores, ler, ler, ler, ler notícias, crônicas, dissertações, opiniões, piadas, críticas, ver, ver, ver, ver séries, filmes, peças publicitárias, fotos, vídeos caseiros, ouvir, ouvir, ouvir, ouvir, músicas, jingles antigos, voz de quem ta longe...
E mais, se não fosse a internet estaria escrevendo no meu diário agora. Diário de papel, que coisa mais primitiva...



No Mobilização Brasil fiquei sabendo também que a próxima cidade a ser implantado o Estação Digital é Vitória da Conquista.

5 comentários:

bruno disse...

Cá em Portugal o orkut não é muito conhecido. Apenas o hi5. :D

hélio disse...

Eu nao consigo imaginar a vida antes da internet, mas de vez em quando fico cá pensando como seria bom de vez em quando eu ser excluído digitalmente...

Tem um video feito por um cliente la da locadora que fala sobre essa inclusao digital que é engraçadinho. Vou procurar ele pra te mostrar.

Bjos

Luiz Júnior disse...

inclusão digital?
no meu não... inclua nos outros...

Emi disse...

Como eu li num blog de um amigo meu há um tempo atrás: "Inclusão digital consiste em dar computadores para pessoas que não sabem ler". É para pensar...

Emi disse...

E eu adoreei o título desse post!! :D