segunda-feira, dezembro 10, 2007

Fora do ar

Tenho desejos do tipo que qualquer pessoa em sã alucinação pode ter. Naqueles momentos de consciência íntima em que uma fenda se abre no tempo e você nada mais é um fantoche da sua própria imaginação e criatividade irracional. São instantes de puro privilégio, essa coisa de ficar fora do ar e ser outra pessoa que é você mesmo só que realizando as mais loucas e inusitadas fantasias.

Quando meu olhar está perdido e eu não consigo nem movimentar os músculos pode saber: na minha mente eu sou uma estrela de rock ensurdecendo meus fãs com minha guitarra. Isso representa meu sonho perdido de ter uma banda e geralmente acontece quando estou ouvindo uma música que adoro cantar, ou que adoro o som da bateria, do baixo, da guitarra. Menos do teclado, no meu devaneio eu nunca toco teclado.

Além disso, eu também sou uma cineasta para o meu subconsciente. Quando vejo um filme às vezes perco diálogos ou movimentos importantes porque estou entredita com a minha própria imagem dirigindo a cena. É como a câmera fizesse um 180º e mostrasse por trás do que se pode ver na tela todo o trabalho de produção, e eu claro, sendo do, como produtora, diretora, cinegrafista ou qualquer outro tipo de assistência. Menos atriz, acho que nunca fui atriz.

Mas o culpado por ter desencadeado esse pensamento é Michael Jackson. Minha hora de almoço hoje foi todo de quimeras com meu DVD Greatest Hits. Eu sou uma dançaria de Thriller, de Bad, de Rock With You, de Billie Jean... Se me perguntar o que eu comi vai demorar para eu lembrar...

6 comentários:

hélio disse...

Ah, às vezes eu sou um cantor. Dos bons que impressiona e empolga todo mundo. De vez em quando tocando um instrumento tambem. Ultimamente tem sido gaita, acho que to ouvindo Bob Dylan demais.

Cineasta nem tanto. Mas critico de cinema chato, quase sempre.

Bruno disse...

ehehe todos nós temos esses momentos. o meu é ser um publicitário famoso a receber um vários leões de Cannes ao mesmo tempo! Ehehe.

tulio disse...

Ahn? nem li! :P
hehehe

Jarbas disse...

eu customo fazer isso também ...
ai devaneio é tão bom.

às vezes eu penso que eu sou gisele bundchen ... hi hi hi

Alberto Pereira Jr. disse...

olha eu tb "viajo" muuuuuuuito.. as vezes me pego pensando que estou dentro de um filme.. atuando, escrevendo, ´produzindo, dirigindo.. e num filme beeeeeeeeem dramático pra explorar minha verve artística.. hehehe.. e é claro que muitas vezes me sinto o próprio rock star.. adoro.. nao me intimido.. canto, danço, toco guitarra, bateria imaginários...

:D

Shirley de Queiroz disse...

E eu pensando que eu era doida, ou anormal... rsss