quarta-feira, março 21, 2007

Do alto onde subimos

Hoje acordei com missão de não me deprimir em nenhum minuto do dia.
Mandei o baixo-astral pro quinto dos infernos e vou aproveitar os dias de sol de verão que esquentam a cidade para esquentar também meus ânimos.
Nada melhor do que ouvir uma música para a inspiração surgir.
E as músicas sempre acertam, todo tempo atingem a seta no alvo.
A primeira a tocar no DVD, escolhida aleatoriamente, foi Tudo Novo de Novo, do Paulinho Moska.

"Vamos começar
Colocando um ponto final
Pelo menos já é um sinal
De que tudo na vida tem fim

Vamos acordar
Hoje tem um sol diferente no céu
Gargalhando no seu carrossel
Gritando nada é tão triste assim


É tudo novo de novo
Vamos nos jogar onde já caímos
Tudo novo de novo
Vamos mergulhar do alto onde subimos


Vamos celebrar
Nossa própria maneira de ser
Essa luz que acabou de nascer
Quando aquela de trás apagou..."

2 comentários:

kaká disse...

Poxa, a música foi perfeita para a ocasião, não foi?

Isso mesmo, guria, dê um chega pra lá no baixo-astral e bora ser feliz :-)

Beijinhos!

Hélio disse...

O alvo certamente nao te espera, entao corra atras.

Que bom que saiu da deprê... espero que a noite de ontem pra hoje tenha contribuido pra isso!

Bjos, moreca.