quarta-feira, maio 30, 2007

Mãe, posso voltar?


Antes quem resolvia tudo era a minha mãe e minha vó e, mesmo já morando fora de casa há 5 anos, só agora com o episódio da barata pude perceber de verdade como é duro ser dona de casa.
As baratas me fizeram enxergar a razão de tanto stress e reclamação por parte das duas. “Não deixe nada sujo”, “Olha o chão que acabei de limpar, vai juntar barata!”. Essas frases nunca fizeram tanto sentido.
Agora me vejo aqui, chateada com a falta de colaboração de uma companheira de casa que não consegue limpar o banheiro dela e nem deixa os bueiros tampados, impedindo que o veneno que coloquei faça efeito nas malditas criaturas asquerosas.
O pior: não achei que isso iria me afetar tanto!
Agora temos que colocar o dvd no conserto, comprar um armário de cozinha, mandar limpar a caixa de gordura da pia, dar um fim num guarda-roupa velho inconveniente mofado que está no meio da casa, arrumar um forro pro sofá e fazer com que a tabela de divisão de tarefas funcione.

Mãe, posso voltar?

2 comentários:

tulio disse...

eu nem me meto! :P ahahah

Paulinha disse...

Ahhhh!
Mãe e vó sempre tem razão, mesmo quando achamos que o que elas falam não tem nada haver!
Qndo elas não falam ou agente não escuta, quando crescemos colocamos o guarda roupa na sala, não tampamos os bueiros, deixamos tudo sujo... por ai vai! rsrs

PS:Faz a tabela em uma cartolina brilhante, quem sabe chama mais a atenção!