terça-feira, junho 05, 2007

Princesinhas do pó


Lohan desmaiada depois de ter acabado com a frente de seu Mercedes.
Spears raspando a própria cabeça pouco antes de se encher de tatuagem.
Hilton, fazendo pose para o registro da prisão.



Lindsay Lohan, Britney Spears e Paris Hilton. Os três nomes femininos mais polêmicos dos tempos atuais. Não tem um dia que eu não abra qualquer página de notícia na internet que não tenha uma foto de uma das três "estrelas" internacionais.


Linsay Lohan, vai fazer 21 anos e tem sérios problemas com álcool e drogas. Já foi pra clínica de reabilitação umas 3 vezes e está em uma em Malibu umas hora dessas.
Já foi flagrada usando cocaina em um banheiro de um bar, já apareceu em milhares de fotos largada, descabelada e jogada à sorte dos paparazzi, bêbada nem se fala, já atropelou um fotógrafo, dizem que tentou cortar os pulsos duas vezes, já foi presa, já admitiu sofrer de bulemia e já divulgaram fotos dela em uma festa com uma faca no pescoço de uma amiga. Fora que já apareceu sem calcinha em várias fotos (os paparazzi não perdoam!)


Britney Spears, mãe desnaturada. Depois de ser considerada um fenomêno da música teen, o sucesso subiu à cabeça e ela surtou de vez. Engorda e emagrece como se fosse beber água, compulsiva pelo álcool, entra e sai de clínica de reabilitação, vive também deixando ser fotografada sem calcinha, quase deixa o filho cair do colo e ainda em um desabafo no próprio blog ela diz que os problemas dela decorriam da hiperatividade do filho. Hoje ela tá careca, passando mal em banheiros masculinos e com a agenda cheia de shows.


Paris Hilton. Socialite, sempre foi rica. O pai é dono de uma maiores redes de hotel do mundo, vive dirigindo bêbada, já foi presa por isso e hoje está na cadeia porque violou a condicional dirigindo bêbada, de novo. Apareceu 2 vezes sem calcinha, 3 com a bunda de fora e 2 vezes com os seios à mostra. O ex namoarado divulgou um pornô dela feito em 2005. Ela e Lohan vivem se xingando de "rainha da cocaina".


Segurar a barra do sucesso, de ser considerada um símbolo internacional de qualquer coisa, resistir às ofertas aparentemente atraentes de drogas e álcool, ter tudo na mão e um psicológico muito fraco... não deve ser fácil ter tanto dinheiro. Mas eu tenho pena dessas coitadas e toda maioria de artistas e endinheirados que caem na mesma cilada.


É o preço da fama pra aqueles que acham que fama é tudo. E se rendem à ela.




Um comentário:

Hélio disse...

Por isso que nao sou famoso. Já basta dar vexame na frente dos amigos.

Menina, acabei de saber que tem um RBD homossexual. Que choque!

Bjos