sábado, agosto 11, 2007

Criança Esperança, dinheiro, poder ou soliedaridade?

O que você acha do Criança Esperança, hein? Eu to perguntando porque além de querer saber o que você pensa sobre o Projeto, eu realmente não consigo construir uma opinião sólida sobre esse assunto durante anos. Mas não me esforcei também, nunca parei para analisar e nem procurei saber como funciona.

A propaganda é massiva na TV Globo: os atores em foco emprestando sua imagem para atrair o público, a amostragem dos resultados das doações, comercial dos shows e, claro, “para doar sete reais...”. Hoje eu parei pra tentar julgar, como faço superficialmente todos os anos, se que esse dinheiro é revertido em boas ações. É muito difícil pensar em solidariedade de puro coração com tanta grana envolvida e acreditar que aqueles 15 milhões de reais arrecadados vão para crianças carentes. Eu sou muito cética com relação a esses negócios, principalmente quando se tratam de questões, empresas e pessoas com muito poder nas mãos. No entanto, é perceptível que nem tudo é fake, e que muitas coisas estão acontecendo com o dinheiro do Criança Esperança e a própria emissora realizadora do Projeto mostra alguns resultados de “norte a sul” do país.

Quem não sabe de nada ou quer saber mais, pesquisa. Foi o que fiz, e entre outras coisas sobre o Projeto achei uma nota de esclarecimento da UNESCO:

“Em virtude de mensagens que circulam na internet com falsas informações sobre o Criança Esperança, a UNESCO esclarece que:
1. As doações para o Criança Esperança são diretamente depositadas em conta administrada pela UNESCO, que destina esses recursos única e exclusivamente para projetos sociais implementados no Brasil. Nenhuma doação do Criança Esperança passa pela Rede Globo.
2. Por se tratar de uma agência das Nações Unidas, doações para a UNESCO não são dedutíveis no Imposto de Renda, que veta supressão de contribuições feitas a organismos internacionais. Dessa forma, é inverídica a suposição de que a Rede Globo obtém benefícios fiscais com a campanha Criança Esperança. A Rede Globo, assim como a UNESCO, não se beneficia de qualquer recurso de abatimento fiscal em função do Criança Esperança.
3. Todo ano, por meio do jornalismo e da grade de programação da emissora, a Rede Globo e a UNESCO divulgam para a sociedade o trabalho realizado pelos projetos sociais que recebem recursos da campanha Criança Esperança. A lista completa dessas iniciativas está neste site, bem como informações gerais a respeito do projeto.
A UNESCO lamenta que pessoas ou grupos propaguem informações falsas para prejudicar um projeto que se destina a beneficiar, com recursos e exposição de temas, um dos mais sensíveis e vulneráveis segmentos de nossa sociedade. Aproveitamos a oportunidade para agradecer aos milhares de brasileiros que há 21 anos contribuem com o Criança Esperança, permitindo que até hoje se tenham destinado recursos para apoiar mais de cinco mil projetos sociais.”



Tem outras coisas que eu gostaria de saber. Será que os artistas que participam dos shows recebem cachê? Quem paga os custos dos shows e divulgação são os apoiadores? Não deveria ter uma prestação de contas mais clara para população que transcendesse os comerciais institucionais com histórias de vida que mudaram depois da ajuda do Criança Esperança?
Apesar de estar absorta em tantas dúvidas, tenho uma opinião bastante segura: muitos doadores são seduzidos pelo mundo encantado da televisão e as campanhas publicitárias do Criança Esperança que dão conta do recado na hora de deslumbrar e despertar aquele espírito de responsabilidade social. Esse espírito que deveríamos ter todos os dias, todos os meses do ano. Mas passamos por uma mãe com a criança na rua com frio e fome e o máximo que fazemos é “ô meu Deus que situação...” e pronto. Vamos embora para nossas vidas confortáveis e no calor da nossa casa doamos um dinheiro para o Criança Esperança. Um tipo de alívio de consciência, mas aquela mãe e criança nunca vão saborear um leite proveniente daquele dinheiro. Para ser solidário, temos que olhar em volta, para aquelas crianças de nossa cidade, de nosso bairro. Quantas instituições precisando de uma ajuda mínima, quantas pessoas precisando de atenção e carinho, aí do seu lado.

Enfim, o que eu quero saber mesmo são as opiniões dos meus cerca de dez fiéis comentaristas e daqueles que entram no blog e nunca comentam: o que vocês acham do Criança Esperança?

.........................................................................................................................................

Falando nisso, para você que mora em Conquista participe do Campanha do Agasalho da UESB. Deixe aquela roupa que você não usa mais ou usa pouco em um dos postos de arrecadação. Eu sei de três: Bom Preço, Supermercado Cuiabá e o Museu Regional (na praça Tancredo Neves). Ou ainda, pegue sua doação em roupa e dê pra pessoa que você viu na rua com frio, compre três pães e pergunte se está tudo bem com ela. Não vai resolver todos os problemas, mas te garanto que a noite vai ser um pouco menos desconfortável. : )

4 comentários:

hélio disse...

Eu odeio. Tambem nao conheço o funcionamento do projeto, mas pela propaganda que eles fazem de determinadas pessoas que foram "salvas" com o dinheiro da doação, parece muito pouco para o tanto que arrecadam.

De qualquer forma, o Criança Esperança é só mais uma forma hipocrita da nossa maravilhosa sociedade se sentir menos culpada e responsavel pelas injustiças sociais. A gente doa 30 reais e pronto. Fizemos nossa parte, agora é com eles, tchau! Ate o ano que vem.

tulio disse...

tudo se baseia em abatimento de imposto! :P

Tal Marins disse...

Nunca gostei desse negócio de usar dinheiro pra ajudar uma pessoa. è muito difícil me ver dsitribuindo moedas, é mais fácil me ver doando roupas, comida e palavras.
Em relaçaõ ao Criança Esperança, compartilho das mesmas desconfianças.
Bju

Luiz Júnior disse...

é tudo mentira...
o lucro com a venda das propagandas é muito maior durante o criança esperança... ninguém quer comprar uma propaganda no horário da temperatura máxima, mas no horário do criança esperança...

ter uma amigo, amigo é tão bom ter amigos...