quinta-feira, agosto 09, 2007

Lembranças da infância


Minhas 10 boas lembranças da infância que guardo a sete chaves na memória:

1 – Quando ganhei a “Barbie com Piscina.” Minha mãe jogou a caixa do presente no terraço quando um helicóptero passou e disse que tinha sido o Papai Noel. É claro que eu acreditei, afinal eu tinha deixado o bilhete na meia para o velho.

2 – Meu cabelo comprido e liso. E essa lembrança se divide em três sub-lembranças: minha vó Dete penteando meu cabelo por horas, meu pai que adorava escovar meu cabelo domingo a tarde com toda delicadeza e minha mãe passando Detefon na minha cabeça, eu pegava muito piolho na escola, era horrível (a última não é tão boa lembrança).

3- Tio Carlos (que era apenas um amigo da família) me levava pra brincar no Parque do Piquiri com suas sobrinhas de verdade, minhas melhores amiguinhas, Daniela e Juliana. Ele gostava de empurrar a gente no balanço e contar piadas no caminho de volta.

4 – Meu pai me buscava pra passar o final de semana na casa dele, a gente parava num boteco e ele tomava umas e eu jogava no fliperama. Ele adorava dizer: “Conhece minha filhona? É linda né? Puxou ao pai”.

5 – Minhas apresentações de dança na escola. Não esqueço duas, em especial. A do Rambo (vestida de Rambo, numa coreografia super legal ao som de “Rambo, Rambo, Rambo, uô, uô, uô, Rambo, Rambo, Rambo, o importante da vitória é acreditar”). E a do Chocolate ("de Chocolate, choco, choco chocolate bate o meu coração").

6 – Quando eu passava tardes trancada no apartamento em São Paulo, assistindo Jaspion, fingindo ser radialista ou apresentadora de TV, picando papel e jogando pra cima sorteando coisas.

7 – Quando chegava na casa do meu pai eu me escondia no quintal, ele entrava sozinho e dizia pro resto da família que eu não tinha ido. Depois eu entrava e gritava: “Surpresa!”. Todo final de semana era a mesma coisa e todo mundo fingia estar surpreso tão naturalmente....

8 – Meu primeiro amor: Márcio. Era loiro, inteligente, lindo, divertido. E tinha 8 anos, minha idade! (Claro, éramos da mesma sala, normal, mas eu achava que não, era o destino!) Como eu era apaixonada por ele! Só tinha um problema: era corintiano. Meu pai nunca deixaria ele se casar comigo.

9 – Teve uma seqüência de aniversários que a cada ano minha mãe aumentava um “andar” do bolo. Era sensacional, eu esperava ansiosa pra saber como ia ficar grandão. Desde pequena adoro o dia no meu aniversário. Nunca tive nenhuma festa grandiosa, mas lembro da maioria delas e de como eu me divertia. Minhas tias faziam o possível e o impossível pra me deixar feliz.

10- Quando minha mãe deixou que eu escolhesse o nome da minha irmã (Paula). Foi a coisa mais legal que me aconteceu. Escolher o nome de uma pessoa! Era demais pra uma criança!

5 comentários:

Luiz Júnior disse...

livros... deixa eu ver... então... ah... vamos lá...

1. WonderBlogs - já que tô nessa mania de blog também, achei que você poderia gostar. É uma seleção de posts de diversos blogs. Acho ideal para leituras rápidas - no ôibus, no intervalo pro café...

2. Dias de Luta - A história do Brasil e do Rock nos anos 80

3. (F)Utilidades - o livro que responde um monte de perguntas. Achei bem legal. O autor resoveu escrevê-lo depois que o filho dele entrou na idade dos porquês.

Então... os mais divertidos são esses... são os que atualmente eu acho mais legais. Se preferir te empresto os três, depois você escolhe, ou lê todos.

hélio disse...

Uma das melhores lembranças da minha infância é o dia do meu primeiro homicidio: Márcio. Era galego, metido a inteligente e galã, se achava engraçado. Dois anos mais novo que eu. Fui egoísta porque matei para garantir a minha propria felicidade. O fato de que ele era corintiano foi só um extra que ganhei...

Beijos!

Tal Marins disse...

Humm.. Pena que não somos amigas de infância!
Mas minha infância também traz muitas saudades.
As brincadeiras no rio,na lama, as guerras de estrume, as brigas, sempre acompanhada de meu irmão e meus primos.
as pipas, as gudes... Como eu amava tudo isso! As quedas de bicicleta, as queimaduras, os arranhões, a minha cabeça "pocada". Aff eu era tão quietinha...

Emi disse...

Nossa, eu consegui rir e ficar feliz só de ler suas lembranças felizes! Além do mais ainda me lembraram algumas minhas..

Vixe, já teve semestre cancelado? =/ Não sabia que já tinham chegado a esse ponto...
E eu tô doida pra ler esse livro, Revolução dos Bichos :D

[ Jarbas ] disse...

- caraca vou correr e fazer uma lista dessa.
adorei ..

aaaai momento nostalgia agora.

- beijos -