terça-feira, dezembro 16, 2008

Por favor, eu peço que por gentileza não me rotule.
Não tente me encaixar em grupos, biotipos ou categorias.
Não que eu me sinta tão superior a ponto de achar que não pareço com ninguém.
Mas é que também não sou, por natureza, como a maioria.
E não me esforço muito pra isso.
Nasci para ser igual aos outros em formas inexatas.
E sinto que devo me preservar assim, fugindo do ordinário, do suficiente, do usual.
Detesto ser somente ou sempre comum.
Por isso sou insatisfeita, buscando pequenas e grandes satisfações todos os dias.
Não quero que minha essência apague em meio a tanta mediocridade.

5 comentários:

Aline disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aline disse...

O importante não é ser superior, é ser diferente. E ser diferente não pede rótulos.

Aline disse...

Crédito?! Pra que criatura?! Não precisa não. Só comentei porque lembro que foi um dia bem legal (apesar da minha tpm rs).

Bjos.
;**

Anônimo disse...

rotulos são importantes, eles nos dizem como nos portar. apesar de parecer dominador, é algo importante para convivência.

michele do carmo disse...

Concordo em termos, Anônimo. Porque eu me refiro à vida pré-fabricada.

Todos somos vivemos, por fim, desse jeito. Mas quando me vejo na possibilidade de ser algo mais do que o simplesmente ser usual, não hesito.

E na verdade isso é mais um desabafo pessoal mesmo. Talvez as pessoas mais próximas tenham captado o "feeling da coisa".

; )